Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Leonor e o Cromossoma do Amor

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Leonor e o Cromossoma do Amor

21
Mar19

O Dia 21 de Março

Neuza

Quem me conhece sabe que desde a minha gravidez que eu sempre disse que não iria mostrar a cara da minha menina, ela era um bebé e um dia ela escolheria se queria aparecer ou não; ou se eu e o pai dela achássemos que estava na altura de o fazer que o faríamos.

Hoje é uma data que para muitos pode não dizer nada, mas hoje é o dia dos anjos que transportam o amor, o cromossoma do amor, que nos amam como ninguém: Sim! Hoje é o Dia Mundial da Síndrome de Down (Trissomia 21) e como é óbvio é uma data que nos diz muito.

Nós e a Leonor, juntamente com outras mães e meninos com o mesmo dom de amar juntámo-nos para celebrarmos esta data com muito amor e o resultado foi este vídeo maravilhoso no qual a Leonor aparece e dá a cara.

Se achamos que chegou a altura de mostrarmos a nossa bebé? Não, de todo, mas esta causa merece que ela se mostre e que todos vejam como todos estes meninos são lindos e especiais.

Como tal, hoje (e para já), apenas hoje, a Leonor mostra-se para vocês.

Por isso celebrem e amem connosco.

Se quiserem partilhar o vídeo, para que este chegue a mais corações, nós agradecemos!

Um grande beijinho cheio de amor nos corações de todos.

20
Mar19

Dia do Pai

Neuza

Este foi o primeiro ano do João a celebrar o Dia do Pai verdadeiramente!

E digo verdadeiramente porque na realidade o ano passado já o era, mas a nossa pipoquinha estava ainda guardadinha na minha barriga, apenas a sentíamos mexer, mas já nos achávamos pais.

O pai passou o dia todo fora a trabalhar, no entanto, eu e a bebécas fizemos uma vídeo-chamada para o papá para lhe desejarmos um ótimo dia e para o relembrarmos que ele era o melhor papá que a nossa princesinha podia ter.

Já referi algumas vezes como sou capaz de me perder a vê-los juntos, como me apaixono todos os dias novamente e cada vez mais por eles, enquanto me babo a ver como eles se amam, como eles se dão tão bem.

Sempre que o João chega a casa e ela vê o pai, tudo o resto à sua volta deixa de existir, aqueles olhinhos passam a ser só e apenas do papá. E o sorriso? Ai aquele sorriso mais lindo leva-nos a sorrir também. É impressionante o que a nossa pequenina consegue fazer connosco, derretemo-nos por completo.

E a prenda do Dia do Pai? Bem, a nossa filhota resolveu dar algo que ficará para sempre com o papá, para a posteridade, mas da qual ambos só irão usufruir no domingo, isto porque é um presente para ser "gozado" a dois.

A nossa menina ofereceu uma sessão fotográfica com direito a álbum e tudo e vai tirar muitas fotografias com o seu mais que tudo.

E claro que para registar este momento só poderíamos contar com alguém especial, que em todos os nossos momentos especiais esteve lá connosco a eternizá-los - a Ana Duque Pereira!

A Ana é uma pessoa linda, super prestável e sempre pronta para realizar os nossos sonhos e desejos. Maquilha como ninguém e tira das fotos mais bonitas que eu já vi. São fotografias reais e com isto quero dizer que ela consegue captar a essência, seja da pessoa ou da paisagem!

Foi ela que me maquilhou no meu casamento, foi ela que me maquilhou, fotografou e produziu o meu álbum da grávida e fez o mesmo com a sessão fotográfica de recém-nascido da Leonor e agora tenho a certeza que fará o mesmo com o álbum do meus 2 amores. Não havia mais ninguém que eu quisesse para este trabalho e para partilhar estes momentos tão nossos! Obrigada por tudo Ana.

É claro que o papá adorou a surpresa e a ideia, não fosse ele tão babado com a sua menina - a menina do papá!

Estamos muito felizes e eu mega ansiosa por domingo, para os ver juntos naquele momento só deles. E sim, gosto muito de partilhar estes momentos com eles, mas também gosto muito de assistir aos dois a usufruírem um do outro.

Cada vez mais agradecida e orgulhosa pela minha família, que acredito que ainda está em construção.

AMO-VOS MEUS AMORES!

OBRIGADA MEU DEUS!

20180923_215518 n.jpg

18
Mar19

Dança Embalaiê

Neuza

No sábado passado voltámos ao Centro Formigas nos Pés para a nossa Pipoquinha poder experimentar uma aula de dança embalaiê. Confesso que nunca tinha ouvido falar, mas achei o nome interessante e o meu primeiro pensamento foi: "Se servir para conseguir colocar a Leonor a dormir durante o dia, vai ser um espetáculo!".

No início da aula, a professora explicou-nos quais eram os objetivos da dança embalaiê e apesar de  não ser propriamente colocar os bebés a dormir, achei que também iria ajudar a tal e acreditem tem ajudado (não sempre porque as birras dela estão cada vez piores, mas tenho fé que vá resultar mais).

As aulas de dança embalaiê têm como objetivo o desenvolvimento global dos bebés, o fortalecimento do vínculo do bebé com os pais, da socialização e troca de informações/experiências dos pais presentes.

Durante a aula de dança (sim, estamos entre 60 a 90 minutos a dançar - aproximadamente) são trabalhados diferentes aspetos como a promoção do desenvolvimento físico, cognitivo, social e emocional  do bebé: a dança começa com um aquecimento em que é feita uma massagem relaxante ao bebé (e que a minha bebécas adorou, ainda para mais quando chegámos ela estava a dormir e portanto foi um despertar maravilhoso e feliz) e fortalecimento muscular da mãe - sim, nós também fazemos um aquecimento sem nunca tirar os olhos e o nosso toque do bebé - e esta é a primeira parte da aula. Seguidamente temos a dança mãe e bebé em que são utilizados os panos ou os sling e temos muito movimento, por fim relaxamento da mãe e bebé e amamentação ou simplesmente colinho e aconchego. No entanto, foi-nos dito logo no início da aula que quem manda são os bebés, eles é que ditam o ritmo, ou seja, se quiserem mamar a meio, nós amamentamos; se for necessário mudar uma fralda, nós mudamos e se simplesmente o bebé não quiser dançar, não dançamos e ficamos a dar miminhos.

A nossa princesinha cooperou super bem, aliás ela adorou a aula. Importante referir, que durante a aula também temos a componente de socialização entre os bebés enquanto dançam e como a minha pequenita adora bebés podem imaginar não é? Foi lindo de ver.

Fico tão feliz por, pelo menos para já, poder proporcionar estes momentos e estas atividades à minha filhota e que são tão importantes para ela e que a fazem tão feliz.

E para mim, é maravilhoso chegar ao fim do dia e olharmo-nos olhos nos olhos e sentir que a minha Leonor está alegre e a retribuir-nos com o seu sorriso cheio de amor para dar e que a nós nos sabe tão bem.

Agora esperamos ansiosas por mais atividades destas. Sim, porque eu sou pior que ela!

20180907_193717 n.jpg

12
Mar19

A Primeira Consulta dos Próximos 5 Meses

Neuza

Sim, é verdade, não sei se a minha pipoquinha vai precisar de usar o capacete os 5 meses...podem ser só 4 meses, mas prefiro sempre fixar-me no máximo de tempo possível e se for menos tempo tanto melhor.

Hoje foi a primeira consulta após a colocação do mesmo e as expectativas estavam altas. Estava desejosa para ver o que a médica nos dizia. Confesso que não estava à espera de muito, visto que a nossa bebécas só tem o capacete há 3 semanas (ainda nem 1 mês fez) e portanto achava que ainda era muito pouco tempo para vermos resultados, mas ia confiante.

A consulta baseia-se em medições, a médica tira todas as medidas da cabeça da nossa princesa e compara-as com as últimas medidas; e as consultas dos próximos meses vão ser assim mesmo!

Enquanto a médica tirava as medidas, percebi que ia dizendo baixinho "Yes!", fê-lo variadas vezes e eu curiosa por saber os resultados, mas já a perceber que vinham aí boas notícias.

Por fim, sentou-se ao pé de nós e explicou-nos o que tinha medido e as alterações que tinha observado.

Começaram as boas notícias, graças a Deus. Então tal como era suposto, a medida do perímetro cefálico aumentou, como é óbvio se a nossa pequenina cresce é normal que a cabeça também cresça e está a acompanhar bem o seu crescimento.

Depois percebeu-se que as orelhas e os olhos da minha filhota já estavam alinhados, mediam exatamente o mesmo...aí então fiquei super feliz! O meu coração encheu-se de esperança e se por momentos quase que me arrependi de lhe ter colocado o capacete, depressa tive certeza que foi o melhor que fizemos.

Em relação à diferença entre as medidas das diagonais da cabeça, há 3 semanas atrás a Leonor tinha 13mm de diferença e hoje tínhamos 7mm e a divisão das medidas da cabecinha dela era de 0.9mm e hoje tínhamos 0.88mm (sendo que o normal é entre 0.78 - 0.82mm).

Como tal, a nossa pipoquinha está ótima e a evoluir bastante bem. Saímos da consulta com o coração cheio e a emanar alegria por todos os nossos poros.

Fomos também avisados pela médica que nesta primeira consulta é normal termos ótimos resultados, para não ficarmos tristes nas próximas consultas pois os valores tendem a estabilizar e as diferenças vão acontecer, no entanto, não se irão notar tanto, a evolução será mais lenta, mas irá acontecer! E na realidade, é percetível...

Agora iremos à segunda consulta no início de Abril, voltamos a medir a cabecinha dela e espero encontrar melhores resultados que os de hoje, nem que sejam só de 0.5mm, para mim já é evolução e é bom!

Esta nossa princesinha só nos tem trazido desafios, mas juntos, de mãos dadas mais ela, conseguimos superar os obstáculos! Com uma guerreira como a nossa, aquilo que temos a fazer é arregaçar as mangas e lutar a seu lado. Temos aprendido tanto com a nossa pipoquinha e este amor que teima em crescer de dia para dia, que nos envolve, dá-nos tanta força! Como é que um ser tão pequenito pode mexer assim tanto connosco? E é nestes momentos que percebemos que o amor incondicional tudo pode, tudo consegue e que é inabalável e incansável!

Que este amor infinito continue a crescer e que nos abrace todos os dias cada vez mais.

OBRIGADA MEU DEUS por teres colocado esta benção nas nossas vidas e por nos dares a conhecer este amor maior que nos ensina mais e mais todos os dias!

IMG-20190309-WA0020 n.jpg

07
Mar19

O Primeiro Carnaval da Pipoca

Neuza

Este ano foi o primeiro Carnaval da minha Pipoca fora da minha barriguinha.

Confesso que, como acho imensa graça aos pequenitos andarem todos disfarçados e felizes, estava desejosa de disfarçar a minha princesinha também. Aliás, até eu gosto de me disfarçar, mas este ano foi só ela mesmo.

Anseio pelo dia em que ela já ande por aí a correr e a brincar ao Carnaval com os outros meninos.

No ano passado a minha pequenita andava escondida por baixo de um fato de princesa grega, este ano iluminou o nosso dia com um belo fatinho de Minnie. No entanto, não saiu sozinha, levou um peluche (maior que ela) do Mickey, pois Minnie que é Minnie anda sempre com o seu Mickey.

Pois, eu sei, calhou-lhe uma mãe para além de pirosa, maluca.

Não há muito a dizer do disfarce, toda a gente conhece e ela estava linda linda linda. Apesar de andar de capacete coloquei-lhe uma bandolete com as orelhinhas, tal como pede a máscara.

Só posso dizer que a minha bebécas causou sensação e espalhou charme em todo o lado que entrou. Claro que não foi só pelo fato, pois a minha filhota é simplesmente irresistível, de tão simpática e sorridente que é.

Foi vê-la passar de colo em colo, a conviver com toda a gente e claro eu a assistir toda babada.

O dia foi sem dúvida em cheio e chegámos todos estafados, mas tudo vale a pena para ver aquele sorriso estampado na cara da nossa menina.

20190305_090446 n.jpg

04
Mar19

O Primeiro Dia de Praia

Neuza

Ontem decidimos aproveitar o bom tempo e combinámos com uns amigos ir beber qualquer coisa a um bar de praia e com isto juntámos o útil ao agradável e a nossa pipoquinha ia usufruir do seu primeiro dia de praia.

Eu estava ansiosa por ver qual seria e como seria a reação dela.

Fomos então beber um sumo com os nossos amigos e demos o lanchinho à nossa bebécas, conversámos, matámos saudades e por fim chegou a hora...a hora de dar a conhecer a praia à nossa princesinha e lá fomos nós até à areia.

A primeira coisa que fiz foi colocá-la de pé na areia (ela estava só de meias) e começou logo a dar aos pézitos e o sorriso dela abriu-se automaticamente. Aliás, aquele sorrisinho lindo não saltou daquele rosto até termos vindo embora (e só se "dissipou" quando entrámos no carro porque adormeceu).

A nossa pequenita está numa fase em que só quer estar de pé, se a tentamos sentar é logo uma birra certa, mas naquele momento foi ela que se quis sentar e mexer na areia e continuou a sorrir e nós a babar a olhar para a nossa filha ali tão alegre. Depois voltou a meter-se de pé e caminhou em direção ao pai e depois de volta para mim e eu estava presa naqueles olhos azuis tão luminosos.

Mexeu e mexeu na areia, saltitou e andou para sentir a areia nos seus pés, ou seja, brincou e respirou ar puro!

Por fim, antes de nos virmos embora, fomos à beira mar para ela ver a água e brincámos com ela. Ora fazíamos o aviãozinho, ora a mandávamos ao ar, ora passava de colo em colo e ela sempre radiante e nós cegos de amor com a luz que ela emanava.

Depois, viemos embora, ela às cavalitas do pai toda sorridente e eu sem conseguir deixar de olhar para ela e a apaixonar-me mais um pouco (não percebo como ela consegue fazer isso; como é possível amar tanto????).

Foi um momento em família tão lindo, tão especial e que vai ficar para sempre na minha memória.

Sem dúvida um dia muito muito feliz para nós. Afinal a nossa menina brincou, explorou, sentiu e viveu aquele dia de praia deliciada.

Todos juntos ali estivemos a olhar e a absorver toda aquela paz que nos é transmitida.

E é nas pequenas coisas que percebemos o quanto somos sortudos!

OBRIGADA MEU DEUS.

IMG-20190304-WA0015.jpg

01
Mar19

Os 7 meses da Pipoca - A Adaptação ao Capacete

Neuza

É verdade, o tempo passa a correr e a nossa pipoquinha hoje faz 7 mesinhos. São os 7 meses mais lindos, mais completos, mais recheados de amor da minha vida.

Tenho andado um pouco ausente aqui do blog, mas porque tenho acompanhado ainda mais a minha princesa esta semana e chego ao fim do dia estafada e sem forças para mais nada a não ser um bom banho.

E  o que teve esta semana de diferente? O capacete.

Fez esta terça-feira passada, 1 semana que ela anda de capacete e só de há 2/3 dias para cá é que a coisa tem corrido bem. Foi uma semana muito difícil para as 2, para ela mais fisicamente, para mim mais emocionalmente de a ver "sofrer". Isto porque a adaptação não foi fácil, foi até complicada e ainda não estamos a 100%.

A nossa pequenita assim que lhe colocávamos o capacete dava em fazer birra e chorava imenso, via-se mesmo que estava incomodada e recusava-se a fazer o que quer que fosse. Ela, que sempre foi super alegre e bem disposta apresentava-se sempre tristinha e sem vontade de nada, nem nas terapias ela queria fazer os exercícios. Confesso que por momentos cheguei a arrepender-me de ter decidido colocar-lhe aquele "chapéu"! Mas tenho que pensar no futuro dela e isto não era uma opção, tinha mesmo de ser.

No entanto, como já referi anteriormente, de há uns dias para cá a nossa bebécas começou a tolerar melhor o seu novo adereço e voltou a ser a nossa menina bem disposta e alegre, graças a Deus! Já na terapia continua a não querer fazer grande coisa.

Tenho de admitir que estou cheia de medo que esta situação possa afetar o ótimo desenvolvimento que a minha filhota tem tido e é mesmo nessas alturas que questiono a nossa decisão. Tento não o fazer, só que é bem difícil por vezes.

Vamos continuar a nossa luta por cá, tenho de a motivar a ver se começa a responder aos exercícios da terapia, só ainda não descobri como...pelo menos tudo o que tentei até agora, nada resultou. Nestas alturas chego a sentir que estou a falhar como mãe, que não a estou a conseguir ajudar, quero muito estimulá-la e é o que tenho feito, embora não esteja a resultar, pelo menos por enquanto e é isso que me deixa triste e em baixo; o vê-la a ela tristinha, isso então "mata-me" por dentro, conscientemente sei que é um "mal" necessário.

Bem, uma semana já passou, veremos como correm as próximas, visto que teremos de conviver com o objeto estranho e identificado pelo menos 4/5 meses.

Hoje é o dia dela e é impossível não nos derretermos a olhar para ela, está tão linda e tão esperta...sem dúvida uma grande guerreira a lutar pelo seu futuro e demonstra-o todos os dias com o que está a aguentar porque sei que não está a ser fácil para ela, mas eu cá estou mais o pai dela para a continuarmos a amparar sempre que ela precisa.

Tudo por ti MEU AMOR MAIOR! Conta sempre connosco porque na realidade: és tu quem nos dá força e alento.

20190301_135830 n.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D