Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leonor e o Cromossoma do Amor

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Leonor e o Cromossoma do Amor

31
Jan19

A Nossa Escolha

Neuza

Desde a gravidez que eu e o João fizemos uma escolha, na realidade foi mesmo tomada uma decisão: não iríamos mostrar a cara da Leonor!

Ora e porquê? Pelo mesmo motivo que tantos outros pais tomam a mesma decisão, estamos a proteger a nossa pipoquinha. Ela é um bebé e nós não queríamos e não queremos (pelo menos para já) expor a nossa princesa.

Se não mudarmos de ideias, ela irá expor-se como e quando quiser, assim que tenha idade para ter as suas próprias redes sociais e/ou tiver essa vontade. E não, nada tem a ver com o facto da Leonor ser portadora de trissomia 21, aliás como já referi, foi uma decisão tomada antes dela nascer e como já sabem só descobrimos esta trissomia após o nascimento.

E porque é que eu faço questão de sublinhar o facto que foi uma decisão anterior à descoberta? Porque infelizmente, chegaram a dizer que eu não mostrava a minha filha porque tínhamos vergonha. Pois bem, a ver se percebi: se a minha filha não fosse portadora de trissomia 21 eu não a mostraria porque é um bebé e estaria a preservá-la, mas como é portadora já não é porque é um bebé, é porque tenho vergonha...vergonha???? Mas vergonha de quê? Alguém me sabe explicar? A minha filha é linda, é esperta, é uma guerreira, é saudável, está a desenvolver bem, é alegre, é feliz (vê-se bem nos olhinhos dela e nos sorrisinhos e palreios com que nos presenteia), está rodeada de muito amor e dá-nos outro tanto e está repleta de conquistas - todos os dias há uma nova. Quem a conhece sabe que é verdade e agora pergunto novamente: Porque haveria eu de ter vergonha da minha filha? Por não brincar tanto como os outros bebés porque tem de trabalhar para aprender a fazer o mesmo que os outros fazem? Por batalhar para ter um futuro brilhante e conseguir ser uma menina independente e autónoma desde 1 mês de idade? Não, não é vergonha o que eu sinto e sim um enorme orgulho dela, tão, mas tão grande, que chego a andar "inchada" a pavonear-me toda mais ela.

Ah pois é! Eu desfilo com a minha filhota (ahahahahah).

Sei que o Síndrome de Down ainda não é totalmente conhecido e nem todas as informações que se encontram são reais e por isso sempre me disponibilizei e continuo a fazê-lo para esclarecer quem quiser saber um pouco mais sobre o mesmo. Óbvio que não sei tudo, no entanto, tento informar-me o mais possível.

Digo-vos uma coisa, por algum motivo este cromossoma extra é conhecido pelo cromossoma do amor e acreditem que foi um nome muito bem colocado, sem dúvida nenhuma.

E é nesta nossa bolha recheada de amor e felicidade que pretendemos criar a nossa pequenina e ampará-la em tudo. Se não há nada que nos assuste? Oh, se há...o futuro, a mim como mãe e sabendo que as crianças e os adolescentes conseguem ser tão mauzinhos, assusta-me bastante.

Entretanto, como já referi anteriormente, acredito que o positivismo atrai mais positivismo e com toda a certeza que cá estaremos para apoiar a nossa bebécas em tudo.

13254115_1197476646943802_9205625151804718648_n.jp

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D