Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leonor e o Cromossoma do Amor

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Leonor e o Cromossoma do Amor

15
Fev19

Amamentação - A minha perspetiva

Neuza

Já me tinham pedido algumas vezes que falasse sobre amamentação, a minha perspetiva da mesma e a minha experiência e hoje é o dia!

Sempre fui muito prática na ideia que tinha (isto durante a gravidez) sobre amamentar e na realidade nunca foi tema que me stressasse. É verdade que as mulheres são bastante pressionadas pelos profissionais de saúde para o fazerem, chega a ser cansativo a "propaganda" que nos é feita e na minha humilde opinião, quase que parece que se não pudermos/quisermos amamentar o(s) nosso(s) é sinal de que somos más mães.

A minha opinião sempre foi: tudo está bem se o meu bebé não tiver fome e se eu própria estiver bem para tomar conta dele e dar-lhe todo o carinho e amor que ele precisa! Isso sim é importante e por isso nunca dei uma importância gigante ao que me era dito.

É verdade, e concordo plenamente, que o melhor que se pode dar ao nosso bebé nos primeiros meses de vida é o leite materno, são imensos os benefícios, mas não concordo que tenha de ser penoso para nós mães.

Sempre disse que iria tentar e que logo se via o que faria depois, caso não resultasse comigo: utilizaria os bicos de silicone, tiraria com a bomba ou, se até assim me magoasse, daria leite adaptado.

Mas a minha experiência foi espetacular. A Leonor fez desde logo uma boa pega na mama (facto bastante importante para não termos dor, ou pelo menos tanta dor, e para não nos provocar feridas que nos magoam imenso) e nunca me magoou dar mama. Muitas mulheres queixam-se que lhes doeu imenso a subida do leite, pois o organismo produz, nessa altura, uma grande quantidade de leite pois ainda não sabe a quantidade certa que o bebé vai precisar e esse facto para além de deixar as mamas bastante inchadas pode provocar dor. Eu nem isso senti. A minha experiência com a amamentação foi a melhor possível. Foi não, é, porque eu ainda amamento e quero amamentar por mais algum tempo, apesar da Leonor já ter começado a diversificação alimentar.

Para mim é bastante prazeroso amamentar, adoroooooooo!

Resumindo e na minha opinião: se for bom para ambos, amamentar sem dúvida; se por outro lado for penoso para a mãe poderá sempre tentar outras táticas para continuar a dar o seu leite ou, se mesmo essas táticas provocarem desconforto, dar leite adaptado. Não se é menos mãe por isso, de todo.

Para além de continuar a amamentar a minha pipoca, quando sei que não vou estar em casa e tenho de a deixar ou com o pai ou com a Ti Bela, tiro sempre leitinho do meu com a bomba e deixo para lhe darem com o biberão.

O mais importante é a mulher estar e sentir-se bem e com isso conseguir amar e acarinhar o seu bebé!

AMAR E SER FELIZ são as leis.

IMG-20190211-WA0001 n.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D