Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Leonor e o Cromossoma do Amor

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Este blog serve para vos falar um pouco da nossa vida enquanto pais de uma menina muito especial, pois tem o cromossoma do amor e na realidade foi isso mesmo que ela trouxe à nossa vida: muito amor!

Leonor e o Cromossoma do Amor

09
Jan19

O Nosso Dia

Neuza

Desde que marcamos a data do nosso casamento, que percebi na perfeição ao que a minha mãe se tinha referido. Nunca imaginei que a preparação de um casamento desse tanto trabalho. O marcar a data foi super fácil, visto que marcamos com 1 ano e 1 mês de antecedência, encontrar a Quinta onde fizemos a festa também foi fácil devido a estarmos a agendar tudo com bastante tempo, mas o "pior" veio depois.

Tratar de: convites, entregá-los, da decoração da Quinta, das flores para a Igreja (sim, eu não abdiquei de casar pela Igreja, acredito em Deus e só assim faria sentido para mim e o João, que é agnóstico,  aceitou e fez isso por mim) e do bouquet, do vestido e dos acessórios, das lembranças, da Lua-de-Mel, das alianças, do bolo e dos bonecos do mesmo, da animação, das músicas que queríamos para determinados momentos, do fotógrafo, do cabeleireiro e da maquilhagem, da logística que era deixarmos o nosso gatinho - o Balu - em casa a ser cuidado por uma amiga. Enfim, tudo tinha de correr bem e estar perfeito. É claro que nem tudo correu como gostaríamos, tivemos que trocar umas ideias que tinhamos por outras, mas no fim tudo correu bem e conseguimos ter tudo pronto a tempo do nosso grande dia.

Um ano tinha passado e chegamos ao dia 11 de Junho de 2016, aquele que viria a ser um dos dias mais felizes da minha vida. Foi um dia tão feliz e tão especial, que digo muitas vezes que voltava a casar, isto sem termos todo o trabalho que tivemos.

Confesso que não dormi nessa noite, estava muitooooo ansiosa, ia concretizar um dos meus maiores sonhos e queria que tudo estivesse perfeito. Acordei cedíssimo - 5h da manhã - o casamento estava marcado para as 11h. Eu e as minhas damas de honor, bem como a minha irmã, mãe e avó lá fomos para o cabeleireiro onde nos pentearam e maquilharam. Estavamos lindas, pareciamos todas umas princesas.

Eu estava desejosa de vestir o meu vestido. Não demorei muito para o escolher, foi amor à primeira vista e assim que o experimentei não quis mais nenhum, disse mesmo para a senhora da loja: "Pode trazer-me os que quiser para eu experimentar, mas eu não vou querer mais nenhum, eu sei que é este!" E ela trouxe, eu experimentei-os, mas tal como tinha dito, o meu coração já tinha escolhido aquele que seria o vestido com o qual eu me iria apresentar ao meu futuro marido e eu também sabia que ele ia gostar tanto dele como eu.

Depois de sairmos do salão, lá fomos nós, acabar de nos arranjar para esta grande celebração que seria ver o João no altar, a casar! (Ahahahahahah)

Eu estava cada vez mais nervosa. Ainda me lembro da minha mãe querer que eu comesse, mas eu não conseguia, nada descia, o que eu queria era chegar rapidamente à Igreja e ver que o João estava lá à minha espera, que estava no altar pronto para me receber, para fazer de mim sua mulher. Iamos ser um do outro para toda a vida.

Como, supostamente eu não conseguia comer e depois de tanto insistir, a minha querida mãe achou por bem que me devia obrigar a comer e quando dou por mim já tenho um queque praticamente colocado junto à epiglote, ora portanto, mãe sendo mãe. Conseguiu (deste modo, mas conseguiu) que eu comesse.

Depois das fotos da praxe em casa dos pais, eis que está na hora de sairmos e de nos deslocarmos até à Igreja. O meu momento estava prestes a acontecer e eu continuava com medo que o João desistisse à última da hora.

As minhas meninas estavam todas alinhadinhas e eu de braços dados ao meu pai e à minha mãe. Sim, eu entrei na Igreja com os dois, para mim é assim que faz sentido, ambos me criaram e educaram, ambos me iam entregar ao homem que comigo iria começar a formar uma nova família.

E lá estava ele no altar à minha espera, estava um pouco emocionado e confesso que gostei muito de ver isso, mas ainda gostei mais foi de ver que efetivamente ele não tinha fugido, ele estava ali para me receber dos meus pais.

A cerimónia foi lindaaaaa, estivemos sempre de mãos dadas, não conseguíamos parar de sorrir um para outro. A cerimónia terminou, mas a festa continuou.

E continuou até bem tarde, foi um dia especial onde tivemos rodeados de quem mais amamos: família e amigos.

Adorei ver o João neste nosso dia a divertir-se imenso. Via-se que ele estava a aproveitar cada segundo e que estava muitíssimo feliz. Aliás, estavamos os 2.

Chegamos ao quarto de hotel onde passamos a nossa Noite de Núpcias, estafados. O dia passou a correr (e acabou bem tarde). Levamos imenso tempo para o preparar e depois puf, já está.

Mas valeu cada esforço nosso, cada correria.

E assim começava o primeiro dia da nossa vida em comum, como marido e mulher. Estavamos casados.

IMG_4788.JPG

IMG_4908.JPG

P1010377.JPG

 

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D